Barbear à moda antiga

27 Fevereiro, 2013 — Deixa um comentário

logo_index

Esta lâmina faz parte do imaginário de muitos e não apenas daqueles que com ela se barbeiam.

Conseguimos evocar umas quantas imagens de filmes onde surge uma cena em que a navalha de barbear é protagonista: numa típica barbearia de bairro onde o dia a dia do actor principal requer uma barba perfeita e bem feita, numa situação de intensa luta entre inimigos em que a navalha é arma de dissuasão, a mulher que barbeia o homem da sua vida e numa espécie de amor/ódio, a navalha, que quando toca o pescoço dele, tão depressa é desejada ou sentida como perigosa.

Esta lâmina, não é uma lâmina qualquer, ela tem história e apesar das máquinas eléctricas terem ocupado um lugar preponderante, não a substituíram de todo. O ritual da navalha é-lhe único e insubstituível.

Reconhecida pela recuperação dos objectos que fazem parte do antigo ritual de barbear, a Antiga Barbearia de Bairro junta agora uma navalha à colecção disponível. Uma parceria com a empresa Ivo cutelarias, cujos artigos são manufacturados.

Recupere o seu imaginário, o antigo não é velho, é história.

E não há nada como ter uma navalha lá por casa, não vá a luz faltar ou então, a pensar nos tempos que correm, pode sempre poupar na conta da electricidade.

(Texto: Portugalize.Me)

Não há comentários

Sê o primeiros a começar uma conversa

Deixe uma resposta

Text formatting is available via select HTML.

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

*