Filho de tuga sabe rockar

1 Fevereiro, 2014 — Deixa um comentário

Portugalize.Me_Guy Manuel

Guy-Manuel de Homem-Christo já era descendente luso antes dos Daft Punk levarem para casa quatro Grammys importantes na cerimónia do passado domingo. Já era descendente português antes dos franceses porem o refrão de ‘One More Time’ na cabeça de toda a gente. Já era luso-francês antes de se juntar a Thomas Bangalter e os dois decidirem carregar nuns botões e pôr um capacete na cabeça e darem um dos melhores nomes de sempre a um projecto de música.

Esta semana, o discreto Homem-Christo tem sido alvo de explorações ao seu passado pelo imprensa portuguesa. O que se percebe. Afinal, os Daft Punk ganharam quatro Grammys, o que é sinal de sucesso (desconfio que terem escrito um clássico moderno como ‘Get Lucky’ ficará mais na história) e um deles é neto de portugueses. Mas para quem não sabia, esta semana elucidou-nos que Guillaume Emmanuel de Homem-Christo é bisneto do escritor de simpatia fascista que era amigo de Benedito Mussolini, Homem Cristo Filho (o h do apelido deve ser acrescento artístico). Que os Homem Cristo têm direito a uma rua em Aveiro, devido aos feitos do trisavô jornalista com quem partilham o nome. E sabemos também que mantém a vida familiar (tem dois filhos) muito discreta apesar da condição de estrelas mundiais dos Daft Punk – desconfio que os capacetes ajudam.

A modos que na cerimónia de domingo, um descendente luso subiu ao palco dos Grammys, levou quatro prémios para casa mas não falou. É que os Daft Punk pediram a companheiros como Pharrell Williams para agradecerem e nunca saíram da personagem robótica que é a sua extensão. Tínhamos ainda uma portuguesa que mora no Brasil nomeada, como sabemos, mas Maria João Pires não ganhou outra vez.

Como às vezes as pessoas gostam de ler listas, fomos à procura de outra gente popeira ou rockeira que tenha sangue luso nas veias. Os Açores são sem dúvida os nossos maiores exportadores de gente da música, uma reputação que é defendida pela dupla com mais renome: Nelly Furtado e Nuno Bettencourt. Também o loiraço vocalista dos Van Halen David Lee Roth tem uma avó açoreana.

Há os Perrys todos [o apelido vem do Pereira português]: Linda Perry dos 4 Non Blondes (descendência brasileira e portuguesa). Joe Perry dos Aerosmith, cuja família veio da Madeira, Steve Perry dos Journey, com descendência açoreana e claro, Katy Perry, que usa o nome de solteira da mãe e que já revelou que sabe que o apelido vem de Pereira.

Agora temos aí prestes a rebentar a Sky Ferreira, que privou com Michael Jackson (a avó foi estilista do cantor durante décadas) e usa com orgulho o apelido latino.

A mãe do mestre do flamenco Paco de Lúcia não só contribuiu para o seu nome artístico (chamava-se Lúcia) como nasceu na bela terra de Castro Marim (vila algarvia, com fronteira para Espanha).

Outros músicos com ascendência portuguesa: Sean Paul (avô português), Glenn Medeiros, Nikki Six dos Mötley Crue e a cantora country Bobbie Gentry.

(Texto: Rita Tristany Barregão/ Imagem: CammyB)

Não há comentários

Sê o primeiros a começar uma conversa

Deixe uma resposta

Text formatting is available via select HTML.

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

*