Alentejo, o paraíso da gula

7 Maio, 2014 — Deixa um comentário

Home4

Ir ao Alentejo e engordar um quilo numa semana é tarefa fácil. Só para que tenham uma noção, no meu último jantar por terras Alentejanas, tive de dizer à gentil Senhora Isabel, cozinheira e anfitriã do fabuloso restaurante Sabores de Monsaraz que, até ao momento, não tinha conseguido chegar à parte das sobremesas.

Vi-me forçada a pedir-lhe sábios conselhos sobre doses mais maneirinhas para poder provar a deliciosa sericaia acabadinha de fazer e que os meus olhos comiam deste que entrara no restaurante.

Antes dos conselhos vieram as entradas espontâneas (daqueles que ninguém pede, que supostamente fazem parte de um couvert). Azeitonas temperadas, queijo alentejano, paio de porco preto de Barrancos, salada de queijo fresco com agrião, pão alentejano… coisa pouca para quem anseia chegar à sobremesa! Anseios à parte, abençoadas entradas que me fizeram ter três a quatro ataques de gula consecutivos. Deliciosas!

Home7

E lá voltou a Senhora Isabel à minha mesa, com um ar despachado a resmungar por causa do telefonema que recebera: “Ligaram-me para receber um grupo no sábado, eu disse-lhes que uma boa refeição ficava por um preço x e não é que me disseram que por esse dinheiro iam a outro restaurante que era mais barato! Mas querem o quê? Eu tenho paio de porco preto de Barrancos, não é de supermercado! Eu se quiser fazer uma refeição mais barata uso produtos mais baratos e com menos qualidade… aqui pode pagar-se um pouco mais mas come-se bem!“.

Posto isto, senti que os conselhos da Senhora Isabel seriam certamente sábios e bem orientados. E assim foi. Comi mais umas migas gatas com bacalhau e coentros e no fim a minha sericaia com duas redondas ameixas.

Cheia que nem um abade, parti a pé colina acima até ao Castelo de Monsaraz para esmoer a farta janta da noite.

Home12

(Texto: Raquel Félix – Portugalize.Me/ Imagens: Sabores de Monsaraz)

Não há comentários

Sê o primeiros a começar uma conversa

Deixe uma resposta

Text formatting is available via select HTML.

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

*