Festival dos “pequeninos”

17 Julho, 2014 — Deixa um comentário

Buraka Som Sistema_Optimus alive 2014

Hoje volto a um ponto que já falei várias vezes e que não de canso de repetir, porque há coisas que são assim. Têm de ser marteladas à força na cabeça das pessoas. E eu estou para cumprir a minha (pequenina) parte.

O “pequenino” do título aparece aqui com toda a ironia porque é dedicado a portugueses. Ou melhor, a artistas portugueses. Esses que são vistos consecutivamente como os tapa-buracos na programação dos grandes festivais nacionais. Esses que só são pagos pelo seu concerto quando atingem um certo estatuto ou são amigalhaços a quem os promotores não conseguem dizer não.

Falo em especial do Alive, que decorreu na semana passada com pouco mais de 10 artistas portugueses em 130 no total. Falo porque vi lá um grande concerto dos Buraka Som Sistema e porque os WE TRUST levaram para o segundo palco um espectáculo muito bem preparado com a Orquestra Artave mas só para alguns, vá até mais do que estava à espera, fugitivos dos Black Keys no palco principal. Falo porque, diz quem viu, os D’Alva arrasaram no Clubbing. Porque os Vicious Five encheram o palco com o seu rock gritado e porque os You Can’t Win, Charlie Brown agarraram muito bem este primeiro concerto no palco principal. E até os For Pete Sake tinham mais gente a vê-los do que os Parquet Courts que tocaram logo a seguir.

You Cant Win Charlie Brown_Optimus Alive 2014

Mas depois quando falta um cabeça-de-cartaz aparece uma banda inglesa, que pouco ou nada tem de fama internacional além do vocalista bêbado e uma muito pública disputa entre si e o guitarrista. Outro dos clichés do rock. E que tocou quase apenas para britânicos, que terão sido cerca de 10 mil este ano. O que é um número impressionante, mas que só é um quinto da audiência diária de 50 mil que tanto é exaltada pela organização.

A julgar pelos milhares que celebraram os Buraka, esses não se importariam com certeza de ver mais bandas portuguesas a terem a possibilidade de prepararem um concerto de qualidade mundial para um festival aqui ao virar da esquina.

For Pete Sake_Optumis Alive 2014

(Texto: Rita Tristany Barregão para o Portugalize.Me/ Imagens: Optimus Alive 2014)

Não há comentários

Sê o primeiros a começar uma conversa

Deixe uma resposta

Text formatting is available via select HTML.

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

*