O Mestre que não sabia que andava a fazer design

3 Dezembro, 2014 — Deixa um comentário

HPIM6582

É capaz de ser a cadeira que mais portugueses senta. As esplanadas, de norte a sul do país, estão cheias destes elementos verdes de aço inox lacado. O barulho metálico é inconfundível. Arrasta para aqui, arrasta para ali. Puxar uma cadeira desta natureza requer perícia, um pouco de força mas, à medida que nos familiarizamos com ela, adquire-se uma certa sensibilidade empática e o puxar torna-se mais leve, mais fácil.

A cadeira tem um nome. Passo a apresentar a mesma, Gonçalo, chama-se Gonçalo. Ganhou o nome do pai, do seu criador, o Mestre Gonçalo Rodrigues Santos, serralheiro de corpo e alma que a trouxe ao mundo algures em 1953. Sim, é uma cadeira portuguesa de peso, mas elegante, esbelta, de curvas simples, bem definidas.

Por essa altura a cadeira ia vendendo. O marketing da época era o passa a palavra, ferramenta forte de confiança entre vendedor e cliente. E o negócio da fábrica Arcalo lá ia, nem bem, nem mal. E, Mestre Gonçalo, fazia o que podia com a sua cadeira.

Com o seu desaparecimento a Arcalo ganhou um novo “Mestre”, Manuel Caldas, o agora dono e senhor da fábrica e responsável pela preservação da icónica cadeira. Reconheceu-lhe o valor registando a patente com o nome de Gonçalo. E deste feito, fez perdurar o nome do Mestre por esse mundo fora, desde a Ópera de Paris a Viena de Austria, de Saint Tropez a Bruxelas.

O mundo acolheu Gonçalo e Gonçalo acolheu o mundo no seu colo metálico.

1091150_215137195310906_1242618799_o

Mas até o eterno precisa de se reinventar, de se metamorfosear. Desta forma, o tempo não “esmaga” a criação, a elasticidade da peça permite-lhe escapar a esse destino. E foi assim que, Alexandre Caldas (filho de Manuel Caldas), resolveu recriar a Gonçalo à sua maneira através da AROUNDtheTREE – Natural Design. A estrutura de aço foi substituída por madeira e cortiça (matérias que conferem uma maior leveza a Gonçalo).

De Alexandre filho passou a Alexandre Mestre, visionário e perpetuador de uma obra prima do design português. E é isso que a Gonçalo é nos dias de hoje, bom design português, reconhecido e premiado.

Gonçalo criou, Manuel reconheceu, Alexandre reinventou. Três elementos importantes de uma viagem que tem permitido a Gonçalo crescer. E o design que não era design tornou-se nisso mesmo, num objecto de mérito unido por três gerações.

Quem será o próximo Mestre da Gonçalo? Como será a próxima Gonçalo?

1015668_282100681947890_454524376_o

(Texto: Raquel Félix – Portugalize.Me/ Imagem 1: Autor Desconhecido/ Imagem 2 e 3: AROUNDtheTREE – Natural Design)

Não há comentários

Sê o primeiros a começar uma conversa

Deixe uma resposta

Text formatting is available via select HTML.

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

*