Quem arrisca sabe que petisca

15 Fevereiro, 2015 — Deixa um comentário

1233518_1498018713771509_3160276968227769118_n

Que sabemos nós de nós?

Sem pensar e de forma muito imediata, sabemos dos portugueses que a boa gula é parte vital do seu sistema sanguíneo. Comer é uma linguagem rica que se amplia em cada refeição. Mais do que comer, lidamos com a comida, relacionamo-nos com ela, com cada alimento. A “sagrada” hora da refeição é lugar de afectos, porque ali não existem apenas olhos, não há só barriga!

Começamos por pensar no almoço enquanto pequeno almoçamos, no jantar enquanto almoçamos… “Um pica-pau mais logo com um pãozinho centeio… ai que maravilha!”. É como se a experiência em si não nos bastasse, precisamos do exercício do mais além, do que há-de vir para que o momento possa ser prolongado e a sua intensidade ressoe num mais logo, num amanhã, num depois.

Que sabemos nós de nós?

Sabemos que somos mais vinho do que cerveja, pois sabemos “lidar” muito bem com as uvas, temos jeito para elas. Da cerveja sabemos-nos bons bebedores… e que bem que vai uma ceverjinha fresca com uns tremoços ou com uns caracóis! Ninguém nos ensina o abc do vinho e muito menos do petisco. Já da cerveja… talvez tenhamos um longo caminho a percorrer, no entanto, ele começou a bom ritmo, a passos largos, ambiciosos até. Arriscando vamos aprendendo o abecedário cervejeiro que amigos de outras paragens nos trazem ou que nós próprios, aventureiros, trazemos na bagagem de viajantes curiosos. É desta forma que, no meio de tentativas mil, conjugamos as diversas letras deste imenso abecedário.

Comecemos com o ABC cervejeiro do austríaco Reinhard Resel cuja paixão e curiosidade pela cerveja o levou a criar a sua própria cerveja, aqui em Portugal, numa “brewery” instalada em casa, ali para os lados do Castelo de Sesimbra. O seu engenho levou-o a reunir os melhores ingredientes e a utilizar os melhores métodos de produção artesanal.

O resultado? Uma série exclusiva de cervejas oferecidas em caixas de madeira feitas à mão que levaram Reinhard a elevar a sua criação produzindo mais e melhor com a ajuda da sua equipa, a Arrábida Beer Company. Segundo consta, Reinhard é o primeiro “Diplom Beer Sommelier” em Portugal.

Se do petisco e do vinho ninguém nos ensina, da cerveja precisamos dos saberes de outros para que possamos acompanhar de forma nobre os nossos momentos de divina gula.

O petisco pede variedade!

1947353_1500568700183177_3180068734083041487_n

(Texto: Raquel Félix – Portugalize.Me/ Imagens: Arrábida Beer Company)

Não há comentários

Sê o primeiros a começar uma conversa

Deixe uma resposta

Text formatting is available via select HTML.

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

*