O que nasce na Serra da Lousã

7 Fevereiro, 2014 — 10 Comments

Portugalize.Me_Maternidade arvores 2

A Serra da Lousã sempre esteve muito presente no meu vocabulário, apesar de Pinhel ficar a uns 200 quilómetros de distância (vivi por lá até aos meus 18 anos). A proximidade foi criada pela antena de televisão lá de casa (estranha forma de criar proximidade com o que quer que seja mas, possível, real).

Muito antes da televisão digital sequer ser mencionada, nos telhados das casas de qualquer lugar, as antenas eram donas e senhoras dos mesmos. Quais árvores de metal depenadas ao vento, à mercê dos elementos da natureza, tão à mercê que de cada vez que havia uma tempestade as televisões inundavam-se de grão, ruído, interferências. Havia um remédio para isso, subir até ao terraço e direccionar a antena para onde quer que fosse, até reencontrar o sinal de emissão.

Por vezes o remédio não curava e lá se ia a novela, o filme ou a série que se estava a seguir mas, logo surgia outro remédio (há remédios para tudo), culpar a Serra da Lousã. O sinal de emissão vinha da Serra da Lousã (era essa a nossa crença). A emissão falhava e a antena não resolvia, a culpa é da Lousã, perdia-se o som e a antena não resolvia, a culpa é da Lousã. Para mim a Lousã foi isso mesmo durante muitos anos, um depósito de culpa, um despejar constante de responsabilidade.

Redescubro agora uma outra Lousã, uma Serra fértil que luta diariamente pela sua manutenção e preservação. Um lugar de criação que emite vida. Se na minha tenra idade a minha preocupação era a de preservar o sinal de emissão da TV e de tudo que nascia daquela pequena caixa negra (qual fascínio dos anos 80 e 90), nos dias que correm a TV é-me banal e percebo que outras coisas nascem por lá.

O Núcleo da Maternidade de Árvores é um dos muitos projectos que as populações daquela região abraçam e fazem perdurar. As árvores também precisam de cuidados, mais do que as antenas depenadas dos nossos telhados.

A Maternidade pretende ser um espaço de educação ambiental possibilitando o conhecimento e a participação no processo de reprodução de espécies autóctones (plantas, arbustos e árvores). Cada visitante pode apadrinhar e contribuir para campanhas de plantação de árvores, um contributo que pretende preservar espécies raras ou em extinção (azereiro, azevinho, azinheira, carvalho alvarinho e negral, carvalhiça, castanheiro, folhado, gilbardeira, medronheiro, loureiro, sobreiro, pseudo-plátano, teixo, ulmeiro, pinheiro manso, tramazeira, entre muitas outras).

A Serra da Lousã passa assim de espaço de culpabilização para espaço de vida. Muita coisa nasce e cresce por ali. A Lousã é uma boa mãe.

Portugalize.Me_Maternidade arvores apadrinhar

(Texto: Raquel Félix/ Portugalize.Me/ Imagens: Eco-Museu Tradições do Xisto)

10 responses para O que nasce na Serra da Lousã

  1. The rate and extent of absorption of tadalafil is not altered by food ingestion, age, diabetes, or mild to moderate hepatic insufficiency Patterson et al 2001 cialis buy In total, 17 PRN 14 17,36 and 4 OAD 19 21,37 placebo-controlled studies in men with ED were included in the integrated March 2013 database that was used in these pooled analyses

  2. At the time of orgasm the effort is three to four times the expenses of the body priligy tablet

  3. tadalista vs cialis The swipes fit in your pocket and are odorless once dry

  4. viagra vs cialis Like the other Sliquid lubes I previously tried I found it maintained its consistency but required reapplying once, not something I blame the lube for but instead an incompatibility with the lubricant on the condoms we were using Kimono to be exact I ve had the same issues with them and other lubes in the past

  5. IVF babies are not conceived through sex,yes, but if you know the sacrifices that a woman and her mate goes through for the IVF – to have a child – there is certainly more love in the process. clomid success rate by age I have been losing weight ever since.

  6. exactly as prescribed at the lowest dose possible for your treatment for the shortest time needed. doxycycline with alcohol The high infectivity, potential for aerosol delivery, and lack of human intervention strategies are characteristics of a biothreat agent.

  7. female viagra cvs women take viagra sildenafil para que sirve

  8. viagra connect usa vietnamese viagra buying viagra online legal

Trackbacks and Pingbacks:

  1. 2coercion - 17 Fevereiro, 2022

    2nostril

Deixe uma resposta

Text formatting is available via select HTML.

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

*