Archives For Tonecas

As muralhas de pedra da Forte, Farta, Fria, Fiel e Formosa cidade da Guarda escondem dos olhares imediatos a última taberna daquelas paragens. São mais de 100 os anos que sustentam as portas vermelhas de vaivém e mais de 50 os que fazem de António Santos o guardião de tão nobre lugar. A ele junta-se a sua companheira de sempre, Maria de Lurdes, companheira da vida e do trabalho.

A idade não lhes prende os movimentos, não os impede de todos os dias servirem a famosa jeropiga que atrai a fiel clientela ou os mais curiosos. A taberna é como uma segunda casa, ou talvez seja a primeira. António (mais conhecido por Tonecas) e Maria de Lurdes habitam o piso por cima. A casa foi comprada por amor à terra, ao trabalho que consideram ser património da cidade. Percebem-lhe o valor.

O vinho de garrafão é servido em punho sobre o balcão e serve todos, sejam do Porto, do Sporting, do Benfica, do Braga ou de outro clube qualquer. O nome da taberna (Taberna do Benfica) não impede a entrada a ninguém. “… chegam à porta… ai, eu não entro lá porque é do Benfica, eu não entro, mas depois acabam por entrar… e lá vêm beber uns copinhos de todo o lado, de todo o país…” diz assim o Sr. António.

Mais do que a traça original das velhas tabernas, esta preserva a essência única de outros tempos, os dois dedos de conversa e as histórias que se podem ter e ouvir do Sr. António que, no seu tom sereno e sibilante, soam a uma relíquia imensa que apetece guardar.

(Texto: Raquel Félix/ Portugalize.Me/ Imagem: Agência Lusa)